Quarta-feira, 11 de Março de 2020

(IN)CONFIDÊNCIAS

 

João de Melo.jpg

Responde: JOÃO DE MELO

 

DESABAFO: A voz inclina-se sobre a atenção compassiva de quem ouve. Nunca digas nada que os outros não possam ou não devam dizer de ti. Alternativa: abre uma pequena cova na terra, murmura aos ouvidos da terra aquilo que só ela sabe ouvir.

SUGESTÃO: O caminho mais curto entre a hipótese e a vontade de ir e chegar seja onde for.

DISPARATE: Quando um político diz: «Não, não é verdade, eu nunca disse isso» – comete-o em duplo; ele mente acerca da mentira dita, disparata sobre um disparate por si cometido e assim sucessivamente.

ESCÂNDALO: Em certos casos e para certas pessoas, resulta de uma simples inversão entre os vícios privados e as públicas virtudes. Noutros casos e para outras pessoas, o escândalo é uma forma natural e até um modo de vida aparentemente honesto.

APLAUSO: Costuma ser o reconhecimento público de um mérito; se o reconhecimento é interesseiro, o aplauso torna-se letal como um veneno doce que, em vez de animar, leva consigo a alma do aplaudido.

EXPECTATIVA: Menos grave do que uma doença chamada ansiedade, por sua vez menor do que a doença da angústia – sendo esta a única expectativa de quem não sabe o que o espera, nem o que o desespera.

PREOCUPAÇÃO: Espécie de enxaqueca provocada por um estado de vigília, de vigia e algo que nos aflige.

EMOÇÃO: Imagem sobre alguém ou alguma coisa que idealizamos, como forma de sublimar a oposição entre o objecto do desejo e a realidade de que ele emana.

AMOR: Um arco que se eleva dentro de nós, um sistema de vasos comunicantes que provoca a ascensão dos nossos fluidos até ao olhar comovido por um rigoroso sentido da alma.

SAUDADE: Momento de pausa que serve para reconhecer a existência do tempo, para evocar o que nele deixámos suspenso, e depois vir de regresso a tudo o que no tempo não se repete.

SONHO: Pequena utopia que, ao contrário desta, não se destina a mudar o mundo dos outros, mas sobretudo o nosso.

MEDO: Nada é maior em nós do que a ideia e o facto da morte. Com fé ou sem esperança, a morte é a evidência suprema do homem. Mesmo o santo, porque crê, tem esse difuso mas absoluto medo dela. A fé não depende da inteligência, mas não passa de um acto inteligente que em si disfarça aquilo que nos confunde na morte. Ela é o fim, mas não a finalidade da vida.

INTIMIDADE: A parte carnal dos sentidos embalados no sentimento e no segredo do outro — do outro que faz parte de nós, daquilo que em nós e nele é eterno à medida de ambos.

FIGURA PÚBLICA MAIS: Há uma coragem específica e uma grandeza natural na pessoa pública de sentido positivo. As pessoas não sabem nem sequer imaginam o que essa coragem lhes exige.

FIGURA PÚBLICA MENOS: Pode ser definida exactamente como a anterior, com excepção da responsabilidade ética e moral que a tal coragem impõe. Sentido negativo da figura pública: pior do que a inutilidade, o senso ilegítimo, o desmerecimento, a injustiça que premeia a figura — sem que ela mesma saiba porquê, para quê.

CALENDÁRIO: Alguém pensou que o tempo, sem esta medida da sua própria fragmentação, seria um caos, uma desordem. O calendário prova não só que o tempo existe como prova que, sem uma ordem de medida, seria eterno, estranho e nunca possuído pelo homem.

 

Coordenação: SOLEDADE MARTINHO COSTA
Fotografia: RAÚL CRUZ

(Publicado pela primeira vez na revista Notícias/Magazine do Diário de Notícias)

publicado por sarrabal às 00:13
link | comentar | favorito
3 comentários:
De a 12 de Março de 2020 às 17:52
Para mim os escritores não são quantificáveis, qualificáveis, mensuráveis. Um escritor escreve para mim ou não escreve para mim. O escritor João de Melo escreve para mim, por isso li várias obras suas.
Cumprts. fl


De Sarrabal a 17 de Março de 2020 às 18:05
«Gente Feliz com Lágrimas» é um dos meus livros favoritos. Sou amiga do João ainda nem eu nem ele tínhamos livros publicados!É uma amizade que vem de longe. Mas está incluído nestas entrevistas por mérito próprio. Assim como outros dos meus entrevistados. Quase todos são meus amigos pessoais, mas também são figuras públicas de prestígio nas suas diversas áreas.
Grata pelo comentário - hoje que são raros os comentários feitos nos blogues.
Cumprimentos
Sol


De Anónimo a 17 de Março de 2020 às 18:09
Já agora, pena a letra do seu blog ser tão pequenina. Opção sua? É eu até vejo bem, agora quem não vê'


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. PARABÉNS «SARRABAL» - E V...

. ASSOCIANDO-ME À CELEBRAÇÃ...

. COVID - NEGÓCIOS À PORTUG...

. (IN)CONFIDÊCIAS

. UM PIANO AO FIM DA TARDE

. ABRE-LATAS - O CÃO DA DON...

. A ARTE DE SER AVÓ

. A FLAUTA

. CONFISSÃO

. HISTÓRINHA - O PICA-PAU E...

. SÃO ROQUE - ADVOGADO CONT...

. (IN)CONFIDÊNCIAS

. (IN)CONFIDÊNCIAS

. (IN)CONFIDÊNCIAS

. (IN)CONFIDÊNCIAS

. (IN)CONFIDÊNCIAS

. (IN)CONFIDÊNCIAS

. (IN)CONFIDÊNCIAS

. (IN)CONFIDÊNCIAS

. (IN)CONFIDÊNCIAS

.arquivos

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Março 2020

. Novembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Dezembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.links

blogs SAPO