Domingo, 21 de Outubro de 2018

ALVERCA DO RIBATEJO ANTIGA NÃO PODE SER ATIRADA PARA O LIXO! (V)

IMG_5681.jpg 

Sou membro recente do grupo fechado «Alverca – Praça Virtual» do FB, onde tenho publicado os mesmos textos que publico aqui, no meu blog Sarrabal, e na minha página do Facebook. Trata-se, como sabem, do caso escandaloso da Rua Joaquim Sabino Faria, em Alverca do Ribatejo, onde moro, relacionado com a construção de imóveis de 5 pisos mais um, dando origem à demolição das antigas e bonitas moradias ali existentes. Isto, à revelia e não respeitando o RGEU (Regulamento Geral das Edificações Urbanas) nem a ARU (Áreas de Reabilitação Urbana) ou seja, a Proposta de Delimitação da Área de Alverca do Ribatejo. O assunto já tinha sido ventilado na «Praça Virtual», mas, segundo parece, criou novo fôlego, depois das citadas publicações.

Devo dizer, que vim morar para a Rua Joaquim Sabino Faria, com os meus pais, tinha 10 anos de idade. E vim morar, precisamente, para uma das moradias que são, neste momento, motivo de preocupação para quem não quer que Alverca do Ribatejo antiga seja deitada para o lixo. Têm sido dezenas e dezenas os likes e os comentários feitos no Grupo Alverca - Praça Virtual, quer por pessoas nascidas e residentes em Alverca do Ribatejo, quer por quem sente o problema como algo que deve ser ventilado, debatido e embargado, dadas as irregularidades e consequências de toda a ordem que o projecto suscita.

Também eu fui cliente da loja da Dona Georgina (uma das moradias deitadas a baixo). Também eu conheci bem os seus dois filhos desde garotos. Também eu conheci a irmã mais velha do Arnaldo (quem se lembra do taxista mais conhecido da vila, com carro na praça de táxis, juntamente com o seu colega João?), cuja moradia foi agora demolida. Também eu me lembro da rua não ser alcatroada. Da água ser vendida, porta a porta, por pessoa de Alverca, em bilhas de barro, para beber, como hoje se compra a água do Luso engarrafada. Semanalmente, vinha também uma camioneta de caixa aberta, pejada de bilhas de barro com água de Caneças, por esse tempo muito creditada. Entregava-se a bilha vazia e recebia-se em troca outra cheia Também eu me lembro da inauguração da luz eléctrica na vila. E do Senhor Regedor Caracol, por esses tempos a autoridade máxima da terra. Também eu sou proprietária de uma dessas moradias, totalmente remodelada no interior e preservada no exterior. Há quem gabe o perfume das minhas rosas no jardim, a florir numa roseira da qual já perdi a conta aos anos.

Nessa moradia reside o meu filho, a minha nora e os meus quatro netos, ocupando o rés-do-chão e o primeiro andar. Como engenheiro civil, o meu filho faz parte da Comissão que lidera esta contestação, juntamente com outros elementos, um deles advogado. Sobre os resultados não posso, por enquanto, adiantar mais. Sei, sim, que tudo está a correr bem.

Li, num dos comentários que me dirigiram na «Praça Virtual», que «se uma das moradias fosse minha e me desse lucro, decerto não contestaria». Não conheço a pessoa em causa, mas pode verificar agora como estava enganada! Há sempre quem discorde do que é justo e só pense no lucro. Não é o meu caso. Não trocava a casa onde vivi, e me traz tantas e tão felizes recordações, nem por um imóvel de 10 pisos! O meu filho é da mesma opinião. Deixo-vos mais uma imagem da destruição ambiciosa, negociada com a má fé que norteia a falta de cultura, de honestidade e de respeito pela memória colectiva dos Alverquenses, chamando a atenção para os tapumes, que apontam para a largura desmesurada, que virá a ser a fachada do contestado imóvel.

 

Soledade Martinho Costa

publicado por sarrabal às 23:47
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
19
20

23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. ALVERCA DO RIBATEJO ANTIG...

. ALVERCA DO RIBATEJO ANTIG...

. ALVERCA DO RIBATEJO ANTIG...

. ALVERCA DO RIBATEJO ANTIG...

. ALVERCA DO RIBATEJO ANTIG...

. ALVERCA DO RIBATEJO ANTIG...

. VERSOS DIVERSOS - A FLOR ...

. VARINAS

. D DE DROGA EM 4 ACTOS

. FIGUEIRA DA FOZ

. TROCAR AS VOLTAS À SOLIDÃ...

. PERGUNTA

. PARA LÁ DA PORTA

. CAMÕES

. ROSAS DE LONJURA

. AS PALAVRAS DOS POEMAS

. 21 DE MARÇO - DIA MUNDIAL...

. DIA MUNDIAL DA FLORESTA

. FIANDEIRA

. EXCERTO

.arquivos

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.links

.Contador

conter12
blogs SAPO