Terça-feira, 4 de Agosto de 2009

PARABÉNS, SARRABAL! (MARIA EUGÉNIA NETO)

                      

 
Linda, linda, esta caixinha enviada de Angola por Maria Eugénia Neto. Lá dentro, encontrei o poema que publico hoje. Sobre esta «convidada», devo referir que se trata da única voz feminina que se faz ouvir na «festa» de aniversário do Sarrabal. Será que os homens têm mais tendência para a poesia? Neste capítulo, é evidente a sua supremacia em relação às mulheres. Daí, acreditar que dentro de cada homem há um poeta, mesmo que não escreva versos – são os chamados poetas escondidos.
 
Maria Eugénia Neto, viúva do presidente Agostinho Neto, de Angola, zeladora e guardiã incansável do espólio literário de seu Marido (a obra poética de Agostinho Neto conta com inúmeras reedições em Portugal e no estrangeiro), é a Amiga que encontrei a partir do Segundo Encontro de Escritores Portugueses, realizado na Gulbenkian em 1983. Ficámos íntimas amigas até hoje. Tanto, que a minha neta mais pequenina (Soledade Eugénia) é sua afilhada.
 
O seu trabalho literário divide-se entre a poesia, o conto e a literatura para a infância, contando-se por muitas as obras publicadas, algumas em várias edições e traduzidas em diversas línguas.
 
Mas como não é minha intenção fazer aqui um retrato biobibliográfico dos meus convidados, passo a outro assunto não menos importante. Em breve Maria Eugénia Neto terá o seu blog. Um bocadinho pressionada por mim, não o nego. Iremos ficar mais perto e mais unidos a Angola, suponho.
 
O nome do blog? Aqui vai: O Soar dos Quissanges. Assim se chama também o seu último livro de poesia (em 3ª edição). Neste capítulo, sinto-me duplamente feliz: fui a «madrinha» do título desse livro. Ora, escolhido pela autora o mesmo nome para o blog, considero-me «madrinha» duas vezes, ou não será?
 
Agora, perguntarão alguns dos meus leitores: o que é um quissange? Fica a resposta. O quissange é considerado o mais tradicional e popular dos instrumentos musicais africanos. Assim é chamado em Angola, derivando do quimbundo kisanji. Mas também leva a designação de mbira (Moçambique) ou de likembe ou sanza, dependendo das várias partes de África.
 
Com uma sonoridade suave e belíssima é, geralmente, construído em madeira (a base) e ferro (palhetas e argolas). Tocá-lo, pode representar para quem o faz, comunicar com os outros o seu estado de alma: contar as suas tristezas, as suas alegrias, a sua solidão, as suas mágoas, a sua esperança. A esperança que permanece no coração do povo Angolano quando escuta o soar dos quissanges.
 
E pronto, a introdução vai longa e o poema está à espera. Vamos lá estender a passadeira vermelha. Querida Maria Eugénia, hoje é a sua vez!
 
Soledade Martinho Costa
 
 A NOVA EPOPEIA DOS DESCOBRIMENTOS
 
Padrão dos Descobrimentos, Lisboa.
    
O Poeta ia anotando as Descobertas
Fixando as gentes e os usos
Enaltecendo tanto os Lusos
Como se na Terra outros não houvera.
 
As caravelas tinham já ultrapassado sem saber
- onde ficara o Atlântico e começara o Índico –
Que o caminho para o Oriente
Já era a rota.
 
Vasco da Gama dobrara o Cabo
Dito das Tormentas
Onde o fim do Continente
Explodiu em pedra
Ali, onde a esperança dos navegadores
Descobridores de rotas
Ponte entre os continentes se concretizou
E começou uma Epopeia.
 
Adamastor, em rugidos de mar, advertiu:
Não prossigam!
Daqui, um dia, virá procela.
 
Vasco da Gama ganha Melinde
E chama o guia para continuar viagem
Não ouviu o Velho do Restelo
E tornou-se vice-rei das Índias.
 
Oh! Mar salgado…
Adamastor e o Velho do Restelo
Bem avisaram
Mas só séculos depois foram entendidos.
 
«Ah! Quem comparou a África a uma interrogação
Cujo Ponto é Madagáscar?» *
                                             
Impérios formaram-se e caíram
Rotas das Especiarias, rotas e mais rotas
Gentes diferentes se encontraram
Uns eram claros, outros eram escuros
Uns com cabelos lisos, outros com carapinha
Uns adoravam Buda, outros Mahomet
Outros, outros deuses
E eram tantos.
 
Cristo era o Deus
Que levavam as caravelas
E por Ele se bateram para o eternizar
Como Deus único.
 
Aknaton, o rei herege do Egipto
Já nos legara o Sol como deus universal
O Sol, bandeira que cobre toda a Terra
Todos os seres animados ou inanimados.
 
Os tempos passaram
A procela rebentou
Como disse o Velho do Restelo
Mas a ligação ficou.
 
Saibamos agora
Ao sulcar os mares
Levar a toda a Terra
A Paz, o Pão e não mais a guerra.
  
Eugénia Neto 
 
* Do livro «Sagrada Esperança», de Agostinho Neto.
 
(A seguir: RUI VASCO NETO, do BLOG SETE VIDAS COMO OS GATOS)
publicado por sarrabal às 00:14
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Anónimo a 5 de Agosto de 2009 às 20:07
Passei neste blogue por acaso e gostei do poema, mas despertou-me mais ouvir falar dos quissanges.
Nasci em Angola e conheço bem o som, também conheço o monumento dos descobrimentos assim matei saudades.
Obrigado cumprimentos
Domingos Afonso


De Anónimo a 7 de Agosto de 2009 às 00:37
Querida Soledade:

Parabéns pelo segundo aniversário do Sarrabal.
Os textos que li até aqui, sejam as suas introduções, sejam os textos dos seus amigos, estão muito bons.
Obrigada pela introdução que fez para mim. Você é sempre muito generosa com os seus colegas de letras.
Aqui desdobro, em reverência, o tapete vermelho também para si. Aí vai ele cheio de pétalas de rosas de muitas cores, envoltas com toda a ternura da Terra.
Um beijinho para si da amiga

Maria Eugénia


De sarrabal a 7 de Agosto de 2009 às 01:13
Maria Eugénia:

Querida Amiga, só escrevo o que me vai no coração. Todos os meus Amigos merecem mais do que as palavras que lhes dedico.
Bom, quanto à passadeira vermelha, confesso que não estava à espera. Agradeço, claro! Principalmente, as pétalas de rosas de muitas cores...

Beijinhos da Sol


De Luis Miguel Baptista a 10 de Agosto de 2009 às 07:40
É sempre bom lembrar que só com consciência da história que nos trouxe até aos dias de hoje é possivel construir um melhor amanhã. Parabéns Maria Eugénia, pelo poema e pela sua superior, elegante e real contribuição para a construção desse grande país chamado Angola. O seu exemplo de vida em terras de África enche de orgulho as gentes de Portugal.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. LEMBRAR AMÁLIA

. PARABÉNS SARRABAL - E VÃO...

. CERTEZA

. SÃO JOÃO - O SOL E AS PLA...

. PORTUGAL A ARDER - O FOGO...

. HISTORINHA - A ABELHA E O...

. ALGUÉM SE LEMBRA?

. SANTO ANTÓNIO - AS MARCHA...

. CANTO DO VENTO

. ZECA AFONSO

. 23 DE ABRIL - DIA MUNDIAL...

. DEDICATÓRIA

. SEMANA SANTA - O GALO DAS...

. CELEBRAÇÕES DA QUARESMA -...

. CALENDÁRIO - MARÇO

. CARNAVAL - A MÁSCARA

. TODOS OS LUGARES SÃO TEUS

. BOLO-REI - ORIGENS

. A VIAGEM DOS TRÊS REIS MA...

. FELIZ NATAL E BOM NOVO AN...

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.links

.Contador

conter12
blogs SAPO