Sábado, 27 de Junho de 2009

SÃO PEDRO - A MARCHA

 

Sendo São Pedro o padroeiro de Alverca do Ribatejo, com a sua antiga e lindíssima igreja dedicada ao orago da terra, as festividades em sua honra sempre se efectuaram, em parâmetros modestos, é certo, mas simbólicos na homenagem prestada ao santo apóstolo.
 
No final dos anos cinquenta, isso, sim, a festa foi de arromba. Espectacular, como se diz hoje. Alverca da «parte nova» enfeitou-se condignamente. Ruas iluminadas, barraquinhas de comes e bebes, carrosséis, quermesses, «salão de chá», bandas filarmónicas a tocarem em pequenos coretos, bailaricos, fogo de artifício, folclore, procissão e tudo o mais que as festas deste tipo costumam comportar.
 
Durante mais de uma semana a afluência de pessoas enchia as ruas, principalmente à noite, e o entusiasmo dos alverquenses juntava-se ao das gentes vindas de Vila Franca de Xira, Alhandra, Sobralinho, Póvoa de Santa Iria e outras localidades mais perto ou mais afastadas da vila, hoje cidade. No decorrer dos anos não se repetiram festejos como esses.
 
Há dia, falando com o presidente da Junta de Freguesia, soube da novidade: é intenção da Junta voltar a realizar, anualmente, idênticos festejos. Propósitos turísticos em Alverca do Ribatejo? Porque não?! Contamos já com o «Museu do Ar», o «Museu do Queijo» e o «Corso Carnavalesco Infantil do CEBI», a desfilar pelas ruas, subordinado a um tema diferente em cada ano (este ano lembrando Charles Darwin). Composto por centenas de crianças, professores, educadoras e pessoal auxiliar, todos participam na festa, que vai sendo conhecida e leva até Alverca do Ribatejo um mar de gente para assistir à passagem do corso – ao que parece, o único nestes moldes que se realiza no nosso país.
 
Com o apoio da paróquia, São Pedro foi festejado até há poucos anos atrás no adro da sua igreja: quermesse, leilão de bolos, música, bailarico, um artista convidado e muitos, muitos foguetes e morteiros. Actualmente, esses festejos deram lugar às celebrações das «Festas da Cidade», a decorrerem agora com maior relevância durante todo o mês de Junho no chamado recinto da feira.
 
Em 1965 saiu pela primeira vez a «Marcha de Alverca», a percorrer as ruas da vila, com um local escolhido para exibirem a respectiva coreografia. O grande impulsionador desta marcha, de seu nome Manuel Carola (já falecido) era ao mesmo tempo o coreógrafo, o ensaiador e o autor da música e da letra que os marchantes entoavam, sempre diferente em cada ano. Era ele ainda que acompanhava a marcha de modo a orientá-la. Graças a si, Alverca do Ribatejo conta hoje com várias marchas cuja actuação decorre nas noites de Santo António, de São João e de São Pedro, a encerrar as «Festas da Cidade».
 
Seguindo, talvez, as pisadas do avô, um dos netos de Manuel Carola é o conhecido João Tiago, elemento dos «Milénio».
 
Tudo isto serve para contar um pequeno episódio passado, exactamente, com uma das crianças que frequentava o CEBI. Foi o seu fundador e director, José Álvaro Vidal (que também já não se encontra entre nós), meu pessoal amigo e grande amigo das crianças, para elas construindo, «pedra a pedra», à custa da sua própria saúde, uma pequena/grande cidade dentro da cidade de Alverca do Ribatejo (o CECI), quem me contou a história, a mostrar como as crianças são mestres a aliar a ingenuidade e a graça para nos fazerem sorrir.
 
Um menino de cinco anos diz à mãe:
- Mãe, quero pedir-te uma coisa.
- Uma coisa? E o que é?
- Quero pedir-te uma nota grande.
- E para que queres tu uma nota grande?
- É para eu comprar uma marcha.
- Mas as marchas não estão à venda, filho. Não se podem comprar.
Resposta da criança:
- Ai, isso é que podem. Podem, porque o Carola tem uma!
 
Este diálogo conta já com alguns anitos. O que nunca imaginei é que o Manuel Carola tinha comprado a marcha que passava na minha rua!
 
 
Soledade Martinho Costa
 
                          
                                          São Pedro
 
 
publicado por sarrabal às 00:59
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De garatujando a 27 de Junho de 2009 às 17:59
SOLEDADE

Pois não sabia, não senhora
Não sabia que a cidade de Alverca também tem São Pedro como seu padroeiro (e orago da sua igreja)
Que as festas em sua honra já têm história ... e estórias - como, a do Carola.
E que tendo, entretanto, passado por várias vicissitudes, os alverquenses encheram-se de brios e este anos haverá aí festa rija.
Aqui na Póvoa, nem lhe digo! É festa em grande, com o povo a participar activamente em todos os bairros da cidade.
O Garatujando vai tentar - como tem feito todos os anos -, descrever o que aqui se passa nesta quadra de contínua e variada festarola, com vasto programa para todos os gostos.
Pois aí, em Alverca, que a SOLEDADE se divirta, como nós faremos aqui. Que esta vida são dois dias...!

Abraço
Carlos Ferreira


De sarrabal a 4 de Julho de 2009 às 19:20
Foi, realmente, um mês de festa aqui em Alverca. Finalizou no dia 29 com as marchas e o fogo-de-artifício. Para o ano há mais, que os Santos não morrem!

Outro abraço para si da Sol


De Anónimo a 3 de Agosto de 2009 às 12:59
Bonita crónica para lembrar Alverca de outros tempos.
Abraço

José Maria


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. CALENDÁRIO - AGOSTO

. LEMBRAR AMÁLIA

. PARABÉNS SARRABAL - E VÃO...

. CERTEZA

. SÃO JOÃO - O SOL E AS PLA...

. PORTUGAL A ARDER - O FOGO...

. HISTORINHA - A ABELHA E O...

. ALGUÉM SE LEMBRA?

. SANTO ANTÓNIO - AS MARCHA...

. CANTO DO VENTO

. ZECA AFONSO

. 23 DE ABRIL - DIA MUNDIAL...

. DEDICATÓRIA

. SEMANA SANTA - O GALO DAS...

. CELEBRAÇÕES DA QUARESMA -...

. CALENDÁRIO - MARÇO

. CARNAVAL - A MÁSCARA

. TODOS OS LUGARES SÃO TEUS

. BOLO-REI - ORIGENS

. A VIAGEM DOS TRÊS REIS MA...

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.links

.Contador

conter12
blogs SAPO