Terça-feira, 24 de Março de 2009

COISAS DA VELHA DO ARCO - MÉTODOS PEDAGÓGICOS

 
O episódio a que assisti observei-o da minha varanda, em Alverca do Ribatejo.
 
Duas crianças, entre os sete e os nove anos, brincavam no passeio fronteiro. Ambos a residirem nos prédios vizinhos. Corridas, conversas, risos. Momentos volvidos, eis uma das crianças a choramingar. Não me apercebi do que se terá passado, mas quando as crianças brincam umas com as outras, é certo e sabido surgir algum choro pelo meio. Choro que depressa passa, resolvida a questão entre elas. Por vezes, mesmo sem que o motivo seja questionado. A criança choramingava e a mãe apareceu à janela – que as mães têm sempre os ouvidos bem apurados para estas coisas.
 
- Vasquinho, o que foi? – Perguntou ela.
Ao ouvir a mãe, como todas as crianças, o menino passou do choramingar ao choro mais audível. Tinha agora a força que lhe dava a voz da mãe. Sem falar, o pequenito estendeu o dedo na direcção da outra criança. Não foi preciso mais. Ouve-se o barulho de uma porta e a mãe sai do prédio e atravessa a rua.
- E o menino não sabe defender-se, não, Vasquinho? – Exclama em alta voz, dirigindo-se à criança, que redobra o choro.
- O menino não sabe que temos de nos defender? Porque é que não lhe bateu, diga lá? – E sacudia o braço da criança.
O choro continuava, agora mais pela admoestação da mãe do que pela razão que o motivara.
- Para a outra vez, Vasquinho, o menino tem de defender-se dos outros meninos, já devia saber isso. Bata-lhes, atire-lhes com qualquer coisa acima! – E num rompante credivelmente pedagógico sugere: - Olhe, se não tiver mais nada à mão e houver uma garrafa, dê-lhe mesmo com ela, ouviu bem? – E como remate:
- Agora vai para casa de castigo e já não brinca mais. Vamos embora!
Enquanto a outra criança assistia a tudo isto encostada à parede, sem pronunciar palavra ou fazer um gesto, o Vasquinho, arrastado pela mão da mãe, ainda teve forças para chorar mais alto, como derradeiro argumento contra a punição, no seu entender absolutamente injusta. Já pouco preocupada com as lágrimas a mãe finalizou:
- Vamos embora, digo eu, e pronto. É para lhe ficar de emenda, Vasquinho. Hoje acabou-se a rua e a brincadeira!
Ouvi a porta bater. O Vasquinho e a mãe tinham entrado em casa.
 
Ignoro se alguma vez o Vasquinho deu com alguma garrafa na cabeça de outra criança. Penso que não. Pelo menos, nada constou e em terras pequenas não há nada que não se saiba. Mas se calha o Vasquinho seguir o conselho materno? Teríamos, sem dúvida, uma bela notícia para abertura do telejornal: «Criança atinge outra criança com uma garrafa» – Belo título, não?
 
Soledade Martinho Costa
 
publicado por sarrabal às 01:09
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De garatujando a 24 de Março de 2009 às 20:14
A este relato duma vulgar cena entre crianças, está subjacente um apontar de dedo à origem de um das mais gravosos males afligem os nossos conturbados tempos.
Aquela Mãe que intervém na cena, em vez de minimizar uma pequena querela vulgar em brincadeiras entre miúdos, e aproveitar a ocasião para, como lhe cumpria, induzir no espírito dos pequenos desavindos, salutares noções de perdão e de concórdia, inculcou no filho ideias de vingança e de agressão física
É por estas e por outras que grassa por toda a parte esta cultura de violência e de crime de que todos os dias, lamentavelmente temos notícia. Com (des)educadores assim não é de esperar outra coisa.
Fica com a Soledade o mérito da subtil lição de pedagogia que do seu texto se retira.

Carlos Ferreira


De sarrabal a 24 de Março de 2009 às 23:24
Carlos Ferreira:

O caso passou-se, exactamente , assim. Fiquei chocada com a falta de psicologia desta mãe em termos de sentido educativo e pedagógico. Achei, por isso, que merecia uma crónica, Assim fiz. Pelo menos, pode ser um alerta para males futuros.

Abraço da Sol


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
15
16
17

20
21
22
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. SÃO JOÃO - O SOL E AS PLA...

. PORTUGAL A ARDER - O FOGO...

. HISTORINHA - A ABELHA E O...

. ALGUÉM SE LEMBRA?

. SANTO ANTÓNIO - AS MARCHA...

. CANTO DO VENTO

. ZECA AFONSO

. 23 DE ABRIL - DIA MUNDIAL...

. DEDICATÓRIA

. SEMANA SANTA - O GALO DAS...

. CELEBRAÇÕES DA QUARESMA -...

. CALENDÁRIO - MARÇO

. CARNAVAL - A MÁSCARA

. TODOS OS LUGARES SÃO TEUS

. BOLO-REI - ORIGENS

. A VIAGEM DOS TRÊS REIS MA...

. FELIZ NATAL E BOM NOVO AN...

. OUTROS NATAIS

. UM OLHAR SOBRE A PAISAGEM...

. OUTRO MILAGRE

.arquivos

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Contador

Site Meter
blogs SAPO