Segunda-feira, 8 de Setembro de 2008

NATIVIDADE DA VIRGEM MARIA

 "Virgem Maria", Bartolomé Murillo, Museu do Prado, Madrid.
 
Neste dia celebra a Igreja Católica a data do nascimento ou Natividade da Virgem Maria.
 
Os escritos apócrifos (não fidedignos) dizem que seus pais foram Ana e Joaquim, mais tarde Santa Ana e São Joaquim, vindo a sua concepção a acontecer tendo estes já idade avançada.
 
O Novo Testamento cita os lugares, prováveis ou históricos da sua vida terrena: Nazaré, onde nasceu e viveu (embora alguns estudiosos apontem Jerusalém); Belém, onde nasceu Jesus; Egipto, onde se refugiou quando da perseguição de Herodes e Jerusalém, onde apresentou Jesus no Templo, acompanhou o desenrolar da Paixão de Cristo e onde morreu. Conquanto, seja citada também a cidade de Éfeso como local onde terá passado os seus últimos dias.
 
Desde os primeiros séculos que os fiéis, para louvarem a Mãe de Jesus, lhe dedicaram mosteiros, capelas, igrejas e basílicas, onde é invocada com diversos títulos marianos, conforme as etimologias das preces ou das graças recebidas. Entre muitos outros, contam-se os nomes de Nossa Senhora da Esperança; das Febres; do Leite; da Boa Morte; dos Milagres; do Parto; da Vida; do Amparo; da Saúde; da Confiança e do Bom Sucesso.
 
 

"Virgem Maria com São Tomás de Aquino e São Domingos", Fra Angélico (Guido di Pietro), Museu Hermitage, S. Petersburgo, Rússia.

 

Principalmente no dia 8, ou durante todo o mês de Setembro, é designada e festejada, entre muitas outras denominações e localidades, por Nossa Senhora da Piedade (Caniçal, Machico, ilha da Madeira); dos Remédios (Lamego); da Ajuda (Arranhó, Arruda dos Vinhos); da Encarnação (Buarcos, Figueira da Foz); da Luz (Lagoa, Algarve); de Aires (Viana do Alentejo); das Dores (Ponte de Lima); da Cola (Ourique) e da Mó (Arouca).
 
             Nossa Senhora da Mó                      .

 

Em Arouca, Nossa Senhora da Mó é considerada advogada dos campos, das colheitas e dos animais e protectora contra as secas e as trovoadas.

 
 
Capela da Senhora da Mó.
  
Interior da capela.
 
Diz-se também que a Senhora «tem mais seis irmãs», por igual número serem as ermidas de invocação mariana que se avistam da sua capela, localizadas nos montes em redor: Senhora do Monte; Senhora da Laje; Senhora das Amoras; Senhora do Castelo; Senhora Guia e Santa Maria do Monte.
 
Subida para o monte da Mó.
 
Outrora, durante a romaria, decorria uma feira junto da ermida, situada no alto da serra da Mó, acendiam-se fogueiras de pinhas, que ardiam a noite inteira, e fazia-se, segundo parece, uma procissão desde Arouca até ao santuário.
 
Vista parcial e mosteiro de Arouca.
 
Hoje, em vez das fogueiras da noite do dia 7, o povo reúne-se na chamada «Casa da Ceia», ao lado da capela, para tomar parte na já tradicional «bacalhoada arouquense» a lembrar, talvez, os piqueniques de tempos idos. No dia 8 é celebrada missa pelas onze horas, seguida de procissão, a cumprir o ritual de dar a volta ao antigo cruzeiro.
 
Arcadas do mosteiro de Arouca.
 
A imagem primitiva da Senhora da Mó, em pedra de Ançã, com o Menino ao colo – supostamente do século XIV – encontra-se num nicho aberto na parede da capela. Posteriormente, foram-lhe acrescentados o pequenino arcão e a mó, em madeira, que se vêem a seus pés - em alusão à «lenda do cristão e do mouro» -  à semelhança dos atributos que apresenta a imagem actual, que se encontra no altar-mor e que sai na procissão. No templo veneram-se ainda as imagens de Nossa Senhora das Neves e de Santa Bárbara.
 
 
A lenda de Nossa Senhora da Mó conta que no ano de 1027 um cristão de Arouca, feito prisioneiro dos Mouros, foi amarrado com uma corda dentro de um arcão do milho, com a pedra de uma mó colocada por cima e um mouro sentado nela, assim se mantendo à espera da morte.
 
Pediu então à Virgem que lhe valesse, acontecendo que a arca com o cristão, a mó e o mouro apareceram, por milagre, junto da capela. Ao ouvir o sino, espanta-se o mouro por se encontrar num lugar religioso e desconhecido, e pede ao cristão que não lhe faça mal e aquele assim faz.
 
A lenda encontra-se retratada num grande quadro em madeira (ex-voto) pintado em 1827, que se encontra na capela.
 
                                              Arcão do milho
 
Soledade Martinho Costa
 
Do livro “Festas e tradições Portuguesas”, Vol. VII
Ed. Círculo de Leitores
publicado por sarrabal às 00:12
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Rui Vasco Neto a 13 de Setembro de 2008 às 04:00
cara amiga,
queria contactá-la mas não tenho o seu mail, pode enviar-mo para ruivasconeto@gmail.com?
cumprimentos

rvn


De sarrabal a 13 de Setembro de 2008 às 15:27
Rui:
Vou enviar.
Abraço da Sol


De Mário a 13 de Setembro de 2008 às 21:07
acho que os seus leitores estãose a faser ao piso (hahahha)


De sarrabal a 13 de Setembro de 2008 às 22:39
Pois acha mal, caro Mário!
Saudações
S.M.C.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. A CONTRACAPA DE «O NOME D...

. O MEU NOVO LIVRO «O NOME ...

. A VOZ DO VENTO CHAMA PELO...

. ALGUMA COISA ACONTECE

. HISTORINHA - A TOUPEIRA E...

. CALENDÁRIO - AGOSTO

. LEMBRAR AMÁLIA

. PARABÉNS SARRABAL - E VÃO...

. CERTEZA

. SÃO JOÃO - O SOL E AS PLA...

. PORTUGAL A ARDER - O FOGO...

. HISTORINHA - A ABELHA E O...

. ALGUÉM SE LEMBRA?

. SANTO ANTÓNIO - AS MARCHA...

. CANTO DO VENTO

. ZECA AFONSO

. 23 DE ABRIL - DIA MUNDIAL...

. DEDICATÓRIA

. SEMANA SANTA - O GALO DAS...

. CELEBRAÇÕES DA QUARESMA -...

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.links

.Contador

conter12
blogs SAPO