Quinta-feira, 25 de Julho de 2013

QUE OUTRA PALAVRA ALÉM DE TRISTEZA?

 

Por mais que procure, não encontro uma única palavra que exprima melhor, com mais rigor, com mais exactidão, o que sinto neste momento. No momento em que escrevo estas linhas. Refiro-me à palavra tristeza. Àquela que significa tristeza profunda. Desejava encontrar uma outra, que não esta, por achá-la, nesta hora, tão vulgar, tão ouvida, tão sem peso para expressar a minha mágoa, o meu pesar, as minhas lágrimas, a minha saudade – e a minha surpresa, o meu espanto, a minha perplexidade, o meu desgosto. Mas não encontro outra que a substitua. É, portanto, essa a palavra que deixo aqui: tristeza.

 

Para dizer que num curto espaço de tempo (alguns meses) fiquei sem três dos meus maiores amigos. Amigos da adolescência, da juventude, de toda a minha vida. Amigos de sempre e para sempre.

 

Rendo a minha homenagem a esses três nomes, que fazem parte das minhas recordações. Do tempo que passou e do tempo presente. Três jovens (bonitos), hoje três homens, que souberam passar pelo Mundo com a dignidade, a integridade, a rectidão – e também o amor e o afecto que souberam distribuir por todos quantos lhes estavam perto ou longe.

 

Bons filhos, bons maridos (dois deles casaram com amigas minhas pertencentes ao mesmo grupo de amigos), bons pais e também bons avós de netos pequenos. Todos eles, entre si, amigos verdadeiros desde a infância. Podiam ter vivido muitos anos mais. O destino não quis.

 

Que posso acrescentar, além da palavra tristeza que me vem acompanhando, diariamente, ao longo de toda esta semana? Como posso exprimi-la de outra forma, que não seja esta: tão vulgar e tão simples?

 

Fernando Faria, Telmo de Oliveira e Rui Costa e Sousa. Meus amigos do coração. O vosso parou de bater com pouco tempo de diferença entre cada um de vós. O meu continua a bater por vocês. E continuará a bater sempre, até Deus querer. Amigos leais e unidos até na morte, que cedo os juntou.

 

Fica a lembrança dos bons momentos, as boas recordações, os risos da juventude, o convívio diário, as festas, os passeios, a amizade entre todos – quando Alverca do Ribatejo era uma pequena vila – e mesmo depois, porque o tempo passa e tudo muda na vida de cada um.

 

Nas fotos que revejo (e tantas são) só encontro nos nossos rostos juvenis sinais de alegria. A alegria de um grupo de jovens, rapazes e raparigas, sem ter havido, nunca, entre todos, por uma única vez, um desentendimento, uma zanga, um amuo, por mais pequeno que fosse. Fomos (e continuamos a ser) exemplares. Os nossos pais orgulhavam-se disso. Nesses anos, só não sabíamos, ainda, o significado da palavra tristeza.

 

Há pouco olhei o céu. É bem possível que mais três estrelas brilhem nele. Esta foi a maneira que encontrei de vos lembrar. Que descansem em paz, queridos amigos!

 

Soledade Martinho Costa

 

 

publicado por sarrabal às 00:58
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. 8 DE DEZEMBRO - NOSSA SEN...

. MEDITERRÂNICA

. SAUDADE

. CALENDÁRIO - OUTUBRO

. 1 DE OUTUBRO - DIA MUNDIA...

. «O NOME DOS POEMAS»

. HISTORINHA - O MOCHO E A ...

. A CONTRACAPA DE «O NOME D...

. O MEU NOVO LIVRO «O NOME ...

. A VOZ DO VENTO CHAMA PELO...

. ALGUMA COISA ACONTECE

. HISTORINHA - A TOUPEIRA E...

. CALENDÁRIO - AGOSTO

. LEMBRAR AMÁLIA

. PARABÉNS SARRABAL - E VÃO...

. CERTEZA

. SÃO JOÃO - O SOL E AS PLA...

. PORTUGAL A ARDER - O FOGO...

. HISTORINHA - A ABELHA E O...

. ALGUÉM SE LEMBRA?

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.links

.Contador

conter12
blogs SAPO