Sexta-feira, 17 de Maio de 2013

TRADIÇÕES - FESTAS DE SANTA JOANA EM AVEIRO

 

Estão a decorrer até ao próximo domingo, dia 19, as tradicionais Festas da Cidade de Aveiro, iniciadas, anualmente, no primeiro fim-de-semana do mês de Maio.

 

Com vasto e diversificado programa de animação, lúdico, cultural e religioso, as festividades têm por objectivo principal lembrar e louvar a princesa Santa Joana.

 

Filha de D. Afonso V e de sua mulher, D. Isabel, a princesa Santa Joana nasceu em Lisboa a 6 de Fevereiro de 1452. Órfã de mãe aos 4 anos de idade, mostra desde muito cedo a sua tendência para praticar o bem, sobretudo na caridade em favor dos pobres, longe e desprendida das grandezas da corte e das vaidades do Mundo, antes voltada para a devoção e dedicação a Cristo.

 

A sua extrema formosura leva a que diversos pintores de outros países a tenham retratado, dando origem, naturalmente, a que várias vezes fosse pretendida para esposa por príncipes de outras nações. Mas o sonho de Joana era o de entrar para uma ordem religiosa.

 

Assim acontece aos dezanove anos, com a concordância de seu pai, quando recolhe ao Mosteiro de Odivelas. Muda-se a 4 de Agosto de 1472 para o Convento de Jesus, na então vila de Aveiro (a que costumava chamar a «sua Lisboa pequenina»), recebendo ali, passado algum tempo, o hábito de noviça.

 

Com fervor religioso e austeridade aí viveu, sob o hábito dominicano, chegando ao ponto de desempenhar as mais humildes tarefas: varrer o chão, lavar roupa, amassar pão, tendo aprendido também a fiar e a tecer o linho.

 

Ao cair gravemente doente, o rei ordena que retire o hábito, sendo parecer do vigário geral dos dominicanos em Portugal e de vários teólogos, que não deveria professar devido aos seus poucos anos.

 

Joana acata a ordem, retira o hábito, que coloca sobre o altar, para tornar a vesti-lo poucas horas depois, prometendo usá-lo apenas por devoção

 

A peste que assolou Aveiro em 1479, a obrigar a princesa a refugiar-se perto de um ano no Alentejo, o desgosto pela morte de seu pai em 1481 e a convicção de que nada havia neste mundo que a prendesse, levou a que o seu estado de saúde se fosse alterando, com febres altas e contínuas. A sua morte ocorre na madrugada do dia 12 de Maio de 1490, contava então 38 anos.

 

Em Aveiro chorou-se por largo tempo em memória da beata Joana, relatando a tradição que muitos milagres se operaram por sua intercessão, após o seu falecimento. A partir daí, o povo começou a venerá-la como santa, considerando-a, mais tarde, os Aveirenses, como protectora da cidade.

 

A 4 de Abril de 1693 foi beatificada pelo papa Inocêncio XII, o que levou D. Pedro II a mandar construir um magnífico túmulo onde se conservam as relíquias da santa. O túmulo encontra-se no Mosteiro de Jesus (que passou em 1911 a Museu Regional de Aveiro e, posteriormente, a Museu de Aveiro), cuja igreja (sempre fechada) abre ao público, graciosamente, no dia 12, para que o povo a possa venerar, especialmente, nesta data, realizando-se ali, em seu louvor, algumas celebrações litúrgicas orientadas pela Irmandade de Santa Joana. É também neste dia (feriado municipal) que tem lugar a solene e esplendorosa procissão com os andores de Santa Joana e de São Domingos, a percorrer durante cerca de duas horas as principais ruas de Aveiro, vistosamente engalanadas, sempre participada por elevado número de féis, que incorporam o cortejo litúrgico, enquanto alas de visitantes nacionais e estrangeiros assistem ao desfile enchendo por completo as ruas da cidade.

 

Conta a lenda que no dia da sua morte, o pomar e os jardins do convento se encontravam deslumbrantes de verdura e flores, como até aí nunca se tinha visto. Todavia, quando o cortejo fúnebre se dirigiu da cela da infanta para o claustro, ao passar pelo jardim, as folhas e as flores tombaram sobre o caixão, como se fossem lágrimas, assim se despedindo da princesa que tanto as amara em vida.

 

A 5 de Janeiro de 1965, Santa Joana é declarada pelo papa Paulo VI a padroeira principal da cidade e diocese de Aveiro.

 

Terra que devido ao sal se tornou conhecida além fronteiras, desde a Idade Média, mostra-nos, até hoje, as suas famosas salinas, onde a brancura do sal e os seus respectivos marnotos (salineiros) conferem à cidade uma particular beleza e uma paisagem ainda mais especial, aliada ao canal central (laguna), a atravessar Aveiro, dividido em vários canais, com barcos moliceiros e pontes, a contribuir para que a cidade seja conhecida pelo sugestivo nome de Veneza de Portugal.

 

Soledade Martinho Costa

 

Do livro «Festas e Tradições Portuguesas», Vol IV

Ed. Círculo de Leitores

 

publicado por sarrabal às 02:57
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. CANTO DO VENTO

. ZECA AFONSO

. 23 DE ABRIL - DIA MUNDIAL...

. DEDICATÓRIA

. SEMANA SANTA - O GALO DAS...

. CELEBRAÇÕES DA QUARESMA -...

. CALENDÁRIO - MARÇO

. CARNAVAL - A MÁSCARA

. TODOS OS LUGARES SÃO TEUS

. BOLO-REI - ORIGENS

. A VIAGEM DOS TRÊS REIS MA...

. FELIZ NATAL E BOM NOVO AN...

. OUTROS NATAIS

. UM OLHAR SOBRE A PAISAGEM...

. OUTRO MILAGRE

. «SEARINHAS» DE NATAL

. COMO SE FOSSE HERODES O M...

. NATAL - AS FOGUEIRAS DO M...

. CALENDÁRIO - DEZEMBRO

. VULTO DE UM PAÍS

.arquivos

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Contador

Site Meter
blogs SAPO