Sábado, 23 de Julho de 2011

PARABÉNS, SARRABAL!

  

Pois é, o Sarrabal está de parabéns. Faz hoje 4 aninhos!

 

Quando comecei, em 2007, não acreditava que fosse tão longe. Dava os primeiros passos, ainda hesitantes, neste mundo virtual, que me era desconhecido. Mas, aos poucos, foi-se instalando em mim, enquanto autora, uma espécie de responsabilidade para com os meus leitores (que os fui tendo). Depois, criei um certo gosto por publicar aqui o que muito bem me apetece. É bom. Não saindo nem abdicando do estilo que adoptei desde o início, tenho vindo a captar cada vez mais leitores (o «sitemeter» assim o indica). Bom sinal. Se os comentários são poucos, aceito que a maioria das pessoas que visitam o Sarrabal se sintam inibidas, por qualquer razão, de o fazerem. Tenho amigos que não comentam, embora leiam aquilo que escrevo. Mais facilmente me dão o seu parecer numa conversa pessoal, pelo telefone, ou por e-mail. Ficam os outros, os que se tornaram meus amigos para além da blogosfera. Esses, são visitas e comentadores regulares, sempre gentis, nos comentários que me dirigem.

 

E o tempo vai passando. Foi passando, melhor dizendo. E vão quatro anos, até hoje. O meu desejo é que possa repetir mais vezes este aniversário, sinal de que continuo a amar as palavras – minha «matéria-prima» – e a utilizá-las tão bem quanto sei e posso. Nos poemas, nas crónicas e nos restantes textos que vou publicando neste blog. Que continue a contar também com o interesse dos meus leitores. Sem eles, não mereceria a pena escrever. Ou talvez merecesse, no sentido de ser eu própria, apenas, a leitora dos meus posts – há sempre que ter em conta alguma excentricidade da parte daqueles para quem a escrita é tão necessária como o oxigénio que respiram. Que lugar-comum esta comparação! Não gosto. Prefiro esta: …para quem a escrita é tão necessária como olhar o azul do mar até ao rés do horizonte. Ou talvez esta:… como escutar o canto das aves a despertar nos lençóis da madrugada. Fica mais poético assim.

 

Mas há uma novidade: tenho uma página no Facebook. Renitente, renitente, mas acabei por fazer a vontade à minha neta Teresinha. Não estou arrependida. É um mundo diferente, vertiginoso, onde as novidades se multiplicam, onde os nomes têm rosto, onde os amigos dos amigos nossos amigos são (conquanto eu prefira os amigos que conheço). Trata-se de uma experiência nova para mim. Um desafio. E vou aprendendo a lidar com técnicas curiosas e avançadas, que têm a finalidade, talvez, de aproximar as pessoas, de descobrir, afinal, que podemos estar acompanhados em vez de estar sozinhos. Mesmo que essa proximidade não passe de uma ilusão. Ainda assim, prefiro o meu blog, o Sarrabal!

 

Vamos, então, apagar as velas? Grata a todos vós, leitores, por mais um ano. Bem-hajam!

 

Soledade Martinho Costa                         

 

  

                                            

                                                                                                                                                                                                         

 

  

                                                           OUTRO ANIVERSÁRIO

                                                                                      

                                     

                                      AMÁLIA FARIA HOJE 91 ANOS

                                                                                   

                      

 

Por casualidade (ou não), já o disse outras vezes, o aniversário do Sarrabal coincide com a data do aniversário de Amália Rodrigues. Não posso, nem quero, salientar um deles sem que, obrigatoriamente, refira o outro. Assim o tenho feito.

 

Se Amália fosse viva, completaria hoje 91 anos de idade.

 

A sua voz, incomparável, única, traz-nos a lembrança e a saudade. Mas também nos acompanha e acompanhará, intemporal. Eterna voz que nenhuma outra substitui. Guardada em nossos corações e memória a pessoa que foi Amália. Viva em nossos ouvidos e na alma, agora e sempre, a voz que nos emociona, nos deslumbra, e continuará a acompanhar-nos na voragem dos dias que hão-de perfazer as nossas próprias vidas.

 

E porque admiro a poetisa que foi Amália, aqui vos deixo um poema de sua autoria:

   

HORAS DE VIDA PERDIDA

 

Horas de vida perdida

À procura de viver

Vai-se à procura da vida

Não a encontra quem quer.

 

Quem sou eu para dizer

Quem sou eu para o saber

Nem sei se sou ou não sou

Ninguém pode conhecer

Isto de ser e não ser.

 

Sem saber sei entender

Assim, sei o que não sei

Sinto que sou e não sou

Entre o que sei e não sei

A minha vida gastei

Sem conseguir entender.

 

Ai, quem me dera encontrar

As rimas da poesia

Ai, se eu soubesse rimar

Tantas coisas que eu dizia.

 

Amália Rodrigues

 

Do livro «Versos»

Ed. Livros Cotovia

   

 

publicado por sarrabal às 00:47
link do post | comentar | favorito
|
10 comentários:
De Miguel Loureiro a 23 de Julho de 2011 às 09:52
Soledade
Parabéns pelo Sarrabal, mas mais pelo trabalho que nos oferece.
Cheguei há pouco, mas já a conto como amiga no FB, tem-me permitido usar trabalhos no "contra-facção" e até penso que a ilusão dos contactos são reais.
Muito trabalho com prazer e por muitos anos.
Da Amália pensei que nos ia mostrar poemas seus.


De sarrabal a 23 de Julho de 2011 às 12:59
Miguel, poemas meus sobre Amália já mostrei nestes últimos três anos. Também costumo recordar Amália no dia 6 de Outubro, data do seu falecimento. É só pesquisar. Não sei se leu no FB a crónica que lá publiquei... Grata pelos parabéns!


De Armando Pinto a 24 de Julho de 2011 às 00:59
Viva.
Chego um pouco atrasado, mas por minutos apenas. Contudo julgo contar mais a intenção.
Assim: os meus Parabéns!
Neste voto, apesar da frase e palavra gastas pelo uso, sintetizo afinal tudo, por se tornar desnecessárias outras palavras. Parabéns!


De sarrabal a 24 de Julho de 2011 às 21:35
Armando, grata pela atenção. Como leitor assíduo, que possa agradar-lhe, futuramente, as suas visitas ao Sarrabal, como têm agradado até aqui.
Abraço!


De Ibel a 24 de Julho de 2011 às 02:42
Também sopro as velas com muito gosto, pois o sarrabal merece os parabéns. Afinal o mundo virtual tem coisas muito boas e une os homens numa espécie de mesa redonda, para um convívio universal Eu gosto.

Beijinhos, Sol.


De sarrabal a 24 de Julho de 2011 às 21:26
Como nos tem unido a nós, que já somos amigas. Obrigada pelos parabéns Ibel. Beijinho


De garatujando a 24 de Julho de 2011 às 18:50
SOLEDADE
Por motivo de inesperada ausência atrasei-me um dia no meu abraço de parabéns pelo 4º aniversário do SARRABAL. E foi pena pena porque como sabe, o seu blog - este blog que me é tão caro - é para mim de visita obrigatória.
Longa vida para este cantinho de tão agradável leitura, de Cultura e de Poesia.
São os votos do
Carlos Ferreira


De sarrabal a 24 de Julho de 2011 às 21:31
Também a si, Carlos, um muito obrigada. É claro que veio ainda muito a tempo! Eu, cá vou, continuando a tentar manter o interesse dos meus leitores - e, neste caso, dos meus amigos!
Abraço!


De Rui Vasco Neto a 29 de Julho de 2011 às 23:46
sol, querida amiga,
parabéns é curto, diacho das palavras que já estão todas gastas pelo uso e pouco brilham às vezes quando mais precisamos delas... Como é o caso.
Parabéns é adequado, correcto, o esperado. E é o que vai ter de servir na circunstância, com a condição de incluir a reverência mais que justa a estes quatro anos de (bom) trabalho e o reconhecimento do imenso carinho que tem posto no dia a dia deste seu e nosso Sarrabal.

Vim aqui só para lhe dar uma palavra, neste seu aniversário. E seja, pronto, ela aqui fica, a tal do gostinho especial: Parabéns.

rvn


De sarrabal a 6 de Agosto de 2011 às 00:32
Obrigada, Rui. Só agora li o seu comentário. Pois é, nestes casos, a palavra adequada é essa, enquanto não se inventa outra! Vamos ver por quantos anos ainda... Com que então, vai de férias? Acabei de ler agora mesmo no «7 vidas» a «notícia». Boas férias amigo, muito Sol e tudo de bom para si. Por mim, continuo em Alverca do Ribatejo. Enquanto não souber se há algo de concreto com o Luís Miguel, vou ficando por cá. Depois, logo vejo. Já tenho saudades da minha casa lá de baixo
Um beijinho afectuoso da Sol.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. CANTO DO VENTO

. ZECA AFONSO

. 23 DE ABRIL - DIA MUNDIAL...

. DEDICATÓRIA

. SEMANA SANTA - O GALO DAS...

. CELEBRAÇÕES DA QUARESMA -...

. CALENDÁRIO - MARÇO

. CARNAVAL - A MÁSCARA

. TODOS OS LUGARES SÃO TEUS

. BOLO-REI - ORIGENS

. A VIAGEM DOS TRÊS REIS MA...

. FELIZ NATAL E BOM NOVO AN...

. OUTROS NATAIS

. UM OLHAR SOBRE A PAISAGEM...

. OUTRO MILAGRE

. «SEARINHAS» DE NATAL

. COMO SE FOSSE HERODES O M...

. NATAL - AS FOGUEIRAS DO M...

. CALENDÁRIO - DEZEMBRO

. VULTO DE UM PAÍS

.arquivos

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.tags

. todas as tags

.links

.Contador

Site Meter
blogs SAPO