Domingo, 8 de Agosto de 2010

CAVALINHO AZUL

Da autoria da minha Amiga Maria Júlia, recebi o poema «Cavalinho Azul».

Com muito gosto o publico aqui, no Sarrabal.

 

Soledade Martinho Costa

Finalmente, ganhaste corpo e forma

E te deixaste materializar

Só nos meus 50 anos

Te posso visualizar

Mas surges como excelso presente.

 

Sempre te pressenti

Desde os castelos de cristal

Das ilhas de coral da minha infância

Fogoso e fugidio eras marinho

Esbelto cavalinho.

 

Pressenti-te depois

Eras o nobre chefe

Do pelotão de cavalaria

Dos meus soldadinhos de chumbo

De aprumada e digna infantaria.

 

Pressenti-te

De azul flamejante

Galgando medonhas fortalezas

Conduzindo garbosos príncipes

Ao doce beijo das suas princesas.

 

Ó cavalinho azul de sonho, quanto te prezo

Quase te toquei na cavalaria austríaca

Junto da imperatriz Sissi

Mas fugiste-me e já não te vi

Nunca mais, desde aí…

 

Só de onde a onde

Vagamente

Te pressenti

Divisando somente a tua silhueta

De azul já esbatido

 

Desmaiou o teu azul

Por algum – tanto! – tempo

Que tempo doentio, tempo lixo

Mas vislumbro-te depois, agora

Como magnífico pássaro.

 

Pássaro de grandes asas azuis

Brilhantes, a reflectir o sol chamejante

Dos meus heróis

Viriato, Isabel, Nuno Álvares, Joana d’Arc, João de Deus

E tantos outros reflexos teus.

 

Passei a viver deslumbrada, extasiada

Não querendo saber de mais nada

A não ser ser transportada

Nas tuas asas azuis

De pássaro de voo plano

 

Pássaro olhando o Mundo e o Humano

E transformar-te, meu perfeito cavalinho

De corpo esbelto e elegante, esvoaçante

Em cavalinho materializado, meu amigo, meu aliado

Meu cavalinho sonhado.

 

És tão azul e tão sublime

Que temo tocar-te e esbater ainda mais a tua cor

Limito-me a ver-te com a reserva de certa distância

Basta-me a certeza

Da tua existência e constância.

 

E tu, corporizado cavalinho

Deixa que te toquem as crianças

Porque essas não te tiram a cor de azul infinito

Leva-as de passeio

A viajar, a sonhar.

 

Não te importes que os adultos

Descrentes

Te não vejam

Às vezes sentem-te, mas teimam em não te ver

Obstinados, doentes.

 

Ó meu cavalinho de Tróia

Ó meu cavalinho helénico

De estratégia vitoriosa

Aceita, abre as portas de par em par

Aos que têm a capacidade de crer

De te ver ou tocar

De sonhar.

 

Maria Júlia Pinheiro

 

 

publicado por sarrabal às 02:37
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. A CONTRACAPA DE «O NOME D...

. O MEU NOVO LIVRO «O NOME ...

. A VOZ DO VENTO CHAMA PELO...

. ALGUMA COISA ACONTECE

. HISTORINHA - A TOUPEIRA E...

. CALENDÁRIO - AGOSTO

. LEMBRAR AMÁLIA

. PARABÉNS SARRABAL - E VÃO...

. CERTEZA

. SÃO JOÃO - O SOL E AS PLA...

. PORTUGAL A ARDER - O FOGO...

. HISTORINHA - A ABELHA E O...

. ALGUÉM SE LEMBRA?

. SANTO ANTÓNIO - AS MARCHA...

. CANTO DO VENTO

. ZECA AFONSO

. 23 DE ABRIL - DIA MUNDIAL...

. DEDICATÓRIA

. SEMANA SANTA - O GALO DAS...

. CELEBRAÇÕES DA QUARESMA -...

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.links

.Contador

conter12
blogs SAPO