Quinta-feira, 6 de Maio de 2010

HISTÓRIAS DA TERESINHA - A FLOR MARGARIDA

                                           

Nos campos e florestas, as belezas eram infinitas e as flores tão bonitas! À noite tudo reluzia ao luar, enquanto as flores se refrescavam com o orvalho da noite. Tantas flores!!! Entre elas estava Margarida.
Margarida era uma imponente margarida. O seu roxo era forte, alegre e intenso. Margarida reinava sobre os campos, as flores e quase toda a natureza! Andava sempre muito atarefada com as borboletas, as abelhas, as libelinhas etc. Todos a adoravam.
As pequenas baratas e as lagartinhas adormeciam nas suas folhas, tão macias, tão suaves e tão doces. Margarida tinha muitos quefazeres no dia-a-dia: tinha de deixar comida às lebres, alfaces aos caracóis, açúcar às formigas, insectos às aranhas…Começava a ficar cansada. Então percebeu que precisava de uma ajudante trabalhadora e responsável. Começaram as eleições.
Todas as flores treinavam os seus diálogos e vestiam os vestidos de pétalas de jasmim. Mas foi uma decepção!!! A rosa só gaguejou e acabou por nada dizer, o gladíolo tropeçou e deitou abaixo uma borboleta, o malmequer tanto se pavoneou e exibiu que o seu tempo acabou, a camélia assim que chegou começou aos gritos de alegria que furou os tímpanos ao tentilhão, o cravo começou a dizer que superava todas as provas mas, assim que as câmaras deixaram de lhe apontar, foi-se logo embora, dizendo que Margarida era cega. Cega não, mas que tinha ficado triste, sim!
Era a primeira vez que se sentia vazia por dentro. Todas as flores lhe pareciam inúteis, percebeu então que só havia uma solução: chamar ao palco a violeta! Violeta era gozada por quase todas as flores. O seu aspecto comparado ao de um lírio ou a outra flor qualquer eram demasiado insignificantes. Mas por detrás das cortinas saiu uma flor linda e majestosa. Violeta ganhou a eleição com muita justiça. E, a partir desse dia, todas as flores perceberam que tinham feito figuras tristes em palco, e a vencedora era a mais humilhada de todas.
 
MORAL : Pode-se ser bonita por fora, mas ser por dentro, é essencial.
 
Maria Teresa – 9 anos (texto não corrigido)
 
                                              
 
 
publicado por sarrabal às 01:15
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Armando Pinto a 9 de Maio de 2010 às 16:38
Tudo o que é puro mexe com as sensibilidades... e este texto transporta-nos aos nossos tempos de infância e ingenuidade, tão salutares e saudosos!
Agradeço com muito apreço o poema que me dedicou pela minha nova qualidade de avô. E pelas visitas ao meu blog, no qual, ultimamente, tenho dedicado mais espaço aos meus entusiasmos desportivos-clubistas por os leitores de assuntos históricos, de termas etnográficos, memoriais-populares, etc. e tal, não se manifestarem tanto, até quase nada ou se escudarem silenciosamente, merecendo portanto mais atenção os que dão valor ao que se faz, em maior percentagem obviamente.. Mas em breve vou voltar aos motes das memórias folclóricas, das tradições e memória colectiva.
Um abraço do
Armando Pinto
http://longara.blogspot.com/


De sarrabal a 13 de Maio de 2010 às 01:13
Sim, já tinha reparado que o seu blog estava, agora, mais voltado para o desporto (futebol!). Mas deve haver espaço para tudo, não? Espero voltar a ler outros assuntos, principalmente sobre Longara...

A foto do seu neto está um encanto. Tem mesmo carinha de menino! Parabéns mais uma vez, Armando Pinto.

Abraço da Sol


De Teresa Coutinho a 22 de Maio de 2011 às 16:44
Quero agradecer imenso a todos os comentários feitos e às pessoas que vêm ler as histórias da Teresinha. São histórias, por vezes minhas, por vezes, coisas parvas que disse na minha infância das quais a minha avó pareceu gostar bastante!

Não coloco aqui histórias escritas por mim para me gabar e muito menos para que algum professor meu as veja por acaso, mas sim para alertar as pessoas de que a escrita é a base da vida, e que não depende da idade da pessoa, mas sim pelo que a pessoa tem para nos mostrar e o que tem cá dentro, pois é apenas isso que me interessa e que deveria interessar e toda a gente, que recusa textos e poemas de crianças da minha vida, sem se quer as ler e poder afirmar que não valem nada. Se quiserem algum texto meu ou do meu irmão por motivo algum (podem ser professoras e querer um texto, por exemplo apenas) mande-me um email para teresacoutinho3@hotmail.com

Beijos, Teresa


De sarrabal a 22 de Maio de 2011 às 20:42
Teresinha, a avó teve uma surpresa ao dar com este teu comentário - se assim se pode chamar! «A escrita é a base da vida», escreves tu. É bonito de se ler vindo de uma menina de 10 anitos. E, sim, a tua crítica tem razão de ser: não deviam recusar-se textos de crianças. Agora, com a tua chamada de atenção, talvez as coisas mudem... Claro que a avó gosta sempre do que disseste e que dizes, minha querida! Quanto à tua disponibilidade para enviar textos teus ou do teu mano a quem estiver interessado, é muito simpático da tua parte. Pode ser que te apareça algum pedido, dirigido a ti ou ao Rafa. Nunca se sabe...
Beijinhos!


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. CALENDÁRIO - AGOSTO

. LEMBRAR AMÁLIA

. PARABÉNS SARRABAL - E VÃO...

. CERTEZA

. SÃO JOÃO - O SOL E AS PLA...

. PORTUGAL A ARDER - O FOGO...

. HISTORINHA - A ABELHA E O...

. ALGUÉM SE LEMBRA?

. SANTO ANTÓNIO - AS MARCHA...

. CANTO DO VENTO

. ZECA AFONSO

. 23 DE ABRIL - DIA MUNDIAL...

. DEDICATÓRIA

. SEMANA SANTA - O GALO DAS...

. CELEBRAÇÕES DA QUARESMA -...

. CALENDÁRIO - MARÇO

. CARNAVAL - A MÁSCARA

. TODOS OS LUGARES SÃO TEUS

. BOLO-REI - ORIGENS

. A VIAGEM DOS TRÊS REIS MA...

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.links

.Contador

conter12
blogs SAPO