Sexta-feira, 26 de Março de 2010

TRADIÇÕES DA QUARESMA - «TERÇO CANTADO» em SÃO MIGUEL DE ACHA

      

Cerimónia religiosa efectuada só por homens, tem lugar à noite, durante a Quaresma, antigamente duas ou três vezes por semana, hoje apenas às sextas-feiras, percorrendo o cortejo algumas das ruas da aldeia de São Miguel de Acha (Beira Baixa), com pequenas paragens nos nichos e cruzeiros para serem rezados os «mistérios» de Cristo.

  
Leitura dos «Mistérios», junto de um dos nichos
 
Nesses locais (exterior da Capela da Senhora do Miradoiro, Largo de Santo António, Cruz do Vaz, Forno da Capela, Cruz do Largo do Rossio, adro da igreja Matriz de São Miguel Arcanjo e praça), além do «Terço Cantado», procede-se ainda, nos domingos (apenas os homens), ao culto religioso dos «oito passos» – estações da Via-Sacra resumidas e cantadas, relatando passagens bíblicas da caminhada de Cristo para o Calvário.
 
Também só por homens, eram cantadas em todas as sextas-feiras da Quaresma as «ladainhas das rogações» (oração dos santos), ritual que deixou de se efectuar há cerca de cinco anos.
  
Capela de Nossa Senhora do Miradoiro
 
O «Terço Cantado» ou «Terço pelas Ruas», começa na Capela de Nossa Senhora do Miradoiro, com o «leilão das alfaias»: a Cruz de Cristo, duas lanternas e uma cana comprida. Esta, actualmente apenas um elemento figurativo, servia, outrora, «para manter a ordem», uma vez que os homens levavam consigo os filhos, sempre desinquietos. Ainda hoje o rapazio mais pequeno acompanha os pais, embora «já sem necessidade de se utilizar a cana comprida».
  
«Terço Cantado», 1º grupo de homens
 
A cerimónia tem início pelas vinte e uma horas, anunciada meia hora antes, quando na torre da igreja matriz toca a sineta a lembrar o «leilão», sinal para que os homens comecem a concentrar-se no largo da capela.
 
Os objectos a «leilão», sempre disputados pelos presentes, para determinar quem irá ter o privilégio de os transportar, vão parar, obviamente, à mão daqueles que mais alto fizerem a licitação. O dinheiro obtido reverte para velas, restauro das alfaias e benefícios a efectuar na capela e na igreja.
   
 «Terço Cantado»,  2º grupo de homens
  
Após o «leilão das alfaias», os homens (antigamente descalços) dividem-se em dois grupos, distanciados um do outro por um espaço de quinze a vinte metros. Enquanto o primeiro grupo canta a primeira parte do Pai-Nosso e da Ave-Maria, o segundo entoa a parte restante das orações. Ambos os grupos são acompanhados por  dois «mestres-de-cerimónia» ou «regradores», aos quais cabe orientar todo o ritual. O homem que transporta a Cruz e os que levam as lanternas vestem uma opa negra com capuz.
 
Final do «Terço Cantado», à porta da Capela de Nossa Senhora do Miradoiro
 
O cortejo termina onde começou: no exterior da Capela da Senhora do Miradoiro, ainda há pouco tempo com um cântico de louvor a Nossa Senhora, que deixou de se realizar devido à dificuldade «em encontrar quem o cante bem, por ser bastante difícil de entoar».
 
Enquanto decorre o «Terço Cantado», verifica-se a ausência das mulheres, que se recolhem em casa, obrigatoriamente, durante todo o cerimonial, «sendo considerado mau presságio, caso alguma seja vista na rua».
 
 
Quando os homens regressam a casa, após a celebração dos actos religiosos, era costume sair um grupo de mulheres, quatro ou cinco, não mais, para subir à torre sineira da igreja e proceder aos cânticos da «encomendação das almas», ritual que passou a ter lugar nos domingos à noite, durante toda a Quaresma. No final, uma delas toca três vezes os sinos, em simultâneo, num toque dobrado, igual ao que se ouve quando morre alguém na aldeia.
 
Também só às mulheres cabe, na Quinta-Feira Santa, depois da Procissão do Encontro, entoar, cerca da meia-noite, igualmente na torre sineira da Igreja Matriz de São Miguel Arcanjo os «martírios» – canto religioso que descreve os martírios de Cristo até ao Calvário. São ainda as mulheres que se encarregam de enfeitar com velas, flores e colchas os nichos e cruzeiros e colocar à entrada das portas e nas janelas luminárias ou velas, enquanto decorre a celebração do «Terço Cantado».
  
                              Igreja Matriz de São Miguel Arcanjo
 
No Sábado Santo, no final da Vigília Pascal, são cantadas as «alvíssaras» (cânticos de alegria em louvor da Ressurreição de Cristo), à porta da Igreja Matriz de São Miguel Arcanjo. Em seguida, conforme a tradição, o povo dirige-se a casa do padre, onde repete o canto, recebendo em troca vinho e bolos oferecidos pelo pároco.
  
                                       Interior da Igreja Matriz
 
Estes rituais estiveram interrompidos cerca de quarenta anos, à excepção da «encomendação das almas», para voltarem a ser recuperados na década de noventa.
 
Soledade Martinho Costa
  
                                                
  
Do livro «Festas e Tradições Portuguesas», Vol.III
Ed. Círculo de Leitores
publicado por sarrabal às 18:16
link do post | comentar | favorito
|
10 comentários:
De Armando Pinto a 27 de Março de 2010 às 22:52
Mais um grande texto e outra belíssima mostra de costumes, que desconhecia. Também porque não tive oportunidade de em tempo ter adquirido seu livro, aliás volumes, sobre "Festas e Tradições Portuguesas", e obviamente ler seu grande trabalho - no caso porque, apesar de já ter sido sócio do Círculo de Leitores, ter deixado há muito de o ser, por impossibilidade de sempre ter de comprar alguma coisa. Mas isto é uma simples justificação, particular, interessando agora que, por este meio, começo a inteirar-me e fico sempre entusiasmado.
Quero também dizer-lhe que se nem sempre envio comentários, por quantas vezes andar com a cabeça ocupada com diversas coisas, porém visito sempre o seu blog, sendo atento admirador.
Quanto a ter lido, noutro espaço, que não tem aldeia... se por acaso qualquer dia passar por estes meus lados, espero que me avise e então me possa fazer uma visita.
Um abraço
Armando Pinto


De sarrabal a 30 de Março de 2010 às 19:22
É claro que o aviso se acaso um dia passar pela Lôngara! Com o amor que transparece quando fala na sua aldeia, deve ser bem bonita - e que não fosse!

Obrigada pelas suas palavras, sempre gentis. E ainda bem que lhe vou dando a conhecer algumas das tradições que se realizam ainda por este nosso Portugal.

Abraço da Sol


De Armando Pinto a 2 de Abril de 2010 às 22:43
Feliz Páscoa.

ArmandoPinto
http://www.longara.blogspot.com/


De sarrabal a 2 de Abril de 2010 às 23:57
Grata pelos votos. Páscoa feliz, igualmente para si, caro Armando Pinto!

Abraço da Sol


De anonimo a 24 de Fevereiro de 2013 às 23:43
atençao que alguem ja plagiou estes textos. pode verificar aqui: http://www.jf-saomigueldeacha.com/

espero que a senhora verifique que o seu trabalho de investigaçao esta a ser plagiado,


De sarrabal a 4 de Março de 2013 às 00:10
Grata pelo aviso. Já verfiquei e vou tomar providências. Bem-haja!


De Carla Sousa a 4 de Março de 2013 às 22:51
Desculpe
essa pessoa que denunciou o site que publicou uma coisa sua se calhar se esqueceu de por o link mas quem fez essa queixa e só dor de cotovelo de existir um site dessa junta que e muito bonito e bem composto e muito visitado, quem sabe a senhora poderia dar a conhecer as suas pesquisas nesse site dessa junta e dar a conhecer o seu trabalho.. mas em fim a inveja de quem fez essa denuncia em anónimo e muito feio derem o nome ..... pode ate se falar com a presidenta a possa divulgar o seu trabalho
se não fosse o site dessa junta não teria conhecimento do seu trabalho

cumprimentos de Carla sousa


De jose silva a 12 de Março de 2013 às 11:37
o site "bonito" em questao que a senhora Clara Sousa, digo MG, se nao me engano, é um modelo que foi plagiado no site http://www.webnode.pt/.

fazer bonito com o trabalho dos outros é Facil... dificil é admitir que o tabalho dos outos tem que ser divulgado...

as vezes as crianças fazem melhor que isso...

Repito: plagiar é crime



De sarrabal a 12 de Março de 2013 às 22:15
José Silva, realmente, plagiar é crime punido por lei. Não sei muito bem ao que se refere, no caso do «bonito» da Junta de Freguesia. No que me diz respeito, as coisas já foram rectificadas: do texto plagiado já consta o meu nome, o nome da Editora e o link do meu blog. Espero que tenha servido de lição a quem se aproveita do trabalho alheio. A literatura é considerada «património literário», isto diz tudo.
Se não é uma coisa bonita assinar como «anónimo», por vezes, como deve ter sido o caso, é necessário. Penso que ninguém se deve escandalizar quando se pretende «dar o seu a seu dono».Foi o caso.
Cumprimentos de Soledade Martinho Costa


De vanderleia vicente milheiro branco a 13 de Dezembro de 2014 às 03:41
Ola bom dia!
sou uma mae de 4 filhos, casada a 7 anos com um homem maravilhoso . A historia real que vou lhes contar me tortura dia e noite preciso de vossa ajuda e espero ser acolhida e acompanhada por voces , pelo povo e principalmente pela autoridade de justiça.
Envio vos acima uma carta escrita por mim e compartilhada no facebook somente com as pessoas da familia mas devido a continua cobrança , humilhaçao, difamaçao e calunia decidi que se torne publico.
Conheci meu marido em 2004 ai mesmo em portugal e assim que a familia dele tomou conhecimento da nossa relaçao foi ai que tudo começou perseguiçao, ameaças e racismo. Nunca aceitaram pois sou brasileira e me tratam por preta, cigana e etc e também tratam de pretos meus filhos o mais novo tem 2 anos e meio chama se Julien Emanuel R.B e Uma menina de 8 anos chama se Patricia Eloisa R.B ( e 2 filhas do meu primeiro casamento de 17 e 19 anos).
Aqui sera muito longo contar tudo em detalhes mas vou fazer um pequeno resumo.
Devido a rejeiçao da familia do meu esposo minha filha nasceu em frança sem o conhecimentos deles somente aos 7 meses de idade souberam que a Patricia existia e entao muitas coisas aconteceram a partir dai , desde que souberam que eu estava gravida do Julien o rejeitaram e disseram que era preto e que nao era filho do meu esposo, minha sogra disse que uma senhora que faz bruxarias la na Aldeia de Aranhas disse isso para ela , quando ele ja tinha 1 ano 4 meses de idade eu tentei por telefone algumas 2 vezes falar com a minha sogra ( Maria Albertina Vicente Branco) residente em sao Miguel D'acha e a reaçao foi humilhante renegou o neto e exigiu um teste de DNA , ouvindo tanta crueldade e mim sentindo muito humilhada, desvalorizada, caluniada e etc resolvi pedir o teste DNA aqui em frança como escrito na carta do facebook mas a lei francesa nao aceitou o pedido e entao nao pode ser feito e hoje dia 12/012/2014 ligamos para dar os parabens ao meu sogro ( José Branco) pelo seu aniversario e surpresa ele também falou no teste de DNA exigem provas que o Julien seja filho do meu esposo e é ai que preciso de voces, ajudem me a conseguir esse teste ai pois meu filho é portugues tambem foi resgistrado no consulado portugues em Paris., é muito doloroso pra uma mae uma situaçao dessa pois que mundo é esse onde as pessoas caluniam e regeitam crianças e usam de racismo onde esta a lei? racismo é crime , calunia e defamaçao também. Peço que publiquem essa carta do facebook a qual vous enviei a copia e tambem esse meu e-mail no vosso jornal e que todo o povo de Sao Miguel D'acha saiba. Que a autoridade a justiça portuguesa me ajudem a fazer esse teste e a seguir se houver direitos de processar essas pessoas por essa tamanha crueldade eu farei uso desses direitos. Pois choro quando olho pra os meus filhos imagimando o sofrimento pisicologico e sentimental deles quandos conhecerem a historia deles e da mae eu sofro todos os dias mas quero evitar o sofrimento deles e que isso sirva para ajudar muitas outras maes e crianças com historias parecidas. Conto com a vossa ajuda e aguardo vosso contacto e se preciso for irei ai pessoalmente ser intrevistada contando tudo e muito mais para o vosso jornal com meus filhos e meu marido Emanuel Branco, que tambem esta revoltado e cansado de tanta maldade , perseguiçao e umilhaçao que nossa familia tem vindo a sofrer . Obrigado.
De uma mae desesperada Vanderleia Vicente Milheiro Branco
meu contacto : e-mail vanderleiavicentemilheirobranco.injustisada@hotmail.com ( enviei essa carta para o jornal raiano)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. MEDITERRÂNICA

. SAUDADE

. CALENDÁRIO - OUTUBRO

. 1 DE OUTUBRO - DIA MUNDIA...

. «O NOME DOS POEMAS»

. HISTORINHA - O MOCHO E A ...

. A CONTRACAPA DE «O NOME D...

. O MEU NOVO LIVRO «O NOME ...

. A VOZ DO VENTO CHAMA PELO...

. ALGUMA COISA ACONTECE

. HISTORINHA - A TOUPEIRA E...

. CALENDÁRIO - AGOSTO

. LEMBRAR AMÁLIA

. PARABÉNS SARRABAL - E VÃO...

. CERTEZA

. SÃO JOÃO - O SOL E AS PLA...

. PORTUGAL A ARDER - O FOGO...

. HISTORINHA - A ABELHA E O...

. ALGUÉM SE LEMBRA?

. SANTO ANTÓNIO - AS MARCHA...

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.links

.Contador

conter12
blogs SAPO